Reflexão: Fortalecimento da cultura em SSMAQ X Envolvimento

Opinião : Edmar Rezende

A melhoria dos resultados na área de SSMAQ (Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade)  parte do princípio que todos os profissionais, independente do seu cargo, de alguma forma devem se envolver e contribuir com a área. Para tal, se fazem necessárias as seguintes etapas:

  • Através de informação disponível e de fácil acesso,
  • tomar conhecimento do problema,
  • possibilitando então a tomada de decisão
  • e otimizando a gestão dos recursos.

Durante um dia de trabalho, todos tem grandes oportunidades de contribuírem com o processo, mas a rotina e dificuldade de tornar visível e, ao mesmo tempo, garantir um histórico de gestão disponível em tempo hábil, dificulta o processo e o trabalho preventivo de toda equipe de gestão e operacional.

As organizações a cada dia estão buscando controlar e conhecer seus processos preventivamente, implementando ferramentas que consigam trabalhar o emaranhado de informações geradas diariamente de forma rápida, confiável e que se torne disponível no menor prazo possível.

Um dos grandes problemas das organizações é o de levantar habilmente os seus problemas. Dessa forma, para que os mesmos possam ser equacionados, permitindo a reflexão das bases para seu devido processo de decisão, o administrador precisa ter em suas mãos parâmetros compilados (CAUTELA; POLONI, 1986).

A cultura de segurança deve ser tratada como assunto diário e contínuo. Prevenção e fortalecimento da cultura chama por envolvimento e pela busca do conhecimento e utilização das ferramentas. Contudo, ainda mais eficaz é o uso efetivo destas, somado ao conhecimento aprofundado dos riscos e a melhoria constante na forma de prevenção por parte das organizações.

“Minhas opiniões sobre o trabalho estão dominadas pela nostalgia de uma época que ainda não existe, na qual, para o trabalhador, a satisfação do ofício, (…), será combinada com os prodígios da ciência e poder criativo da engenharia, época em que todos estarão em condições de beneficiar-se de algum modo desta combinação.” (BRAVERMAN, 1974, p.18)

Conheça o trabalho da ERPLAN e o SICLOPE

Curta nossa página no Facebook