Português Inglês Espanhol
Notícias SSMAQ

As empresas mais sustentáveis do mundo em 2019

Photo by Mert Guller on Unsplash
As empresas mais sustentáveis do mundo em 2019
Tuesday December 8th, 2020

Com o passar dos anos o conceito de sustentabilidade se tornou indispensável para empresas de todos os portes e setores. Uma empresa sustentável é aquela que adota práticas conscientes, não só em relação ao ambiente em que está inserida, mas também em relação à sociedade e economia. Sustentabilidade envolve trabalhar de forma a minimizar os impactos negativos nas questões ambientais e sociais, ao mesmo tempo em que busca maximizar o desenvolvimento econômico e bem-estar humano. Além disso, empresas que atuam de forma sustentável se posicionam de forma positiva perante o seu público consumidor, que está se tornando mais exigente a cada dia que passa.

Uma pesquisa realizada pela Union + Webster em 2019 indicou que 87% da população brasileira prefere comprar produtos de empresas reconhecidamente sustentáveis. 70% dos entrevistados, inclusive, estão dispostos a pagar um pouco mais por isso. Em ferramentas como Google é comum encontrar pesquisas com o nome da marca seguido de “é sustentável”, “faz testes em animais”, entre outras.

Dada a importância do tema, desde 2005, a Corporate Knights, empresa de pesquisa e mídia canadense focada no que é conhecido como capitalismo limpo, realiza a pesquisa Global 100, que traz um ranking das empresas mais sustentáveis do mundo. Todos os anos o resultado dessa pesquisa é publicado na revista da Corporate Knights na mesma semana do Fórum Econômico Mundial, que acontece no início de cada ano em Davos, na Suíça. 

A própria Corporate Knights considera desafiadora a tarefa de determinar quais empresas são sustentáveis, principalmente pelo fato de não haver uma definição universal de “sustentabilidade corporativa”. Por isso, adota a abordagem de desdobrar o conceito de sustentabilidade corporativa em suas partes componentes e se limita a números. A construção da sua metodologia é mais semelhante a um índice financeiro do que outros índices de sustentabilidade.

Para chegar nessa lista das Empresas mais Sustentáveis do Mundo, o Global 100 utiliza uma metodologia puramente quantitativa. São consideradas empresas com uma capitalização de mercado de pelo menos US$ 2 bilhões, em que são avaliadas considerando 12 indicadores-chaves de performance. Empresas que fazem parte da indústria do tabaco e aquelas que têm como maior parte da sua receita negócios de Defesa, como fabricação de armas, por exemplo, são automaticamente eliminadas.

Para ser elegível, a empresa precisa divulgar pelos menos 75% dos indicadores prioritários de sustentabilidade no seu setor específico. Aquelas que não o fazem são eliminadas na primeira fase da pesquisa.

Os 12 indicadores chave são divididos nas categorias abaixo:

  • Produtividade de recursos: energia, emissão de CO2, água, resíduos
  • Gerenciamento financeiro: percentual de impostos pagos, capacidade de inovação, porcentagem do salário do CEO x salário médio do trabalhador
  • Gerenciamento de pessoas: status de fundos de aposentadoria, desempenho de índices de segurança, rotatividade de funcionários, diversidade da liderança
  • Receita “limpa” (porcentagem do total da receita derivada de produtos e serviços sustentáveis). Esse foi o primeiro ano que esse critério teve tanto peso no ranking, representando 50% da pontuação.

Em 2019, o grande destaque do ranking das Top 100 foram as empresas escandinavas. A Dinamarca possui 5 empresas no ranking, incluindo a líder Chr. Hansen Holding A/S, (setor de alimentos e outros agentes químicos); a Finlândia aparece com 6 empresas, incluindo o terceiro lugar, com a empresa Neste Corporation (refinaria de petróleo). O segundo lugar ficou com a Kering AS, empresa francesa dona de marcas como Gucci, Yves Saint Laurent e Alexander McQueen.

Segundo a Forbes, a Chr. Hansen Holding A/S, que ocupa o primeiro lugar, obtém mais de 80% da sua receita desenvolvendo soluções naturais para preservar alimentos e protege plantações utilizando bactérias naturais, ao invés de pesticidas. Aproximadamente 30% do seu conselho é formado por mulheres e o salário do CEO é cerca de 24 vezes maior do que a média dos funcionários, o que é considerada uma taxa baixa para o ranking.

Já a francesa Kering SA, que aparece em segundo lugar, utilizou mais de 40% de produtos vindos de fontes sustentáveis certificadas e possui 60% de mulheres no conselho de diretores (a média das grandes corporações é em torno de 20%).

O Brasil aparece no ranking com 4 empresas no Top 100: Banco do Brasil em 8º lugar (contra 49º em 2018), Natura em 15º (14º em 2018), CEMIG em 19º (18º em 2018) e ENGIE Brasil Energia em 72º (52º em 2018).

Além de ser a única empresa brasileira a aparecer no Top 10, o Banco do Brasil foi o primeiro na lista na categoria de bancos. O resultado reforça que o banco está no caminho certo no que se refere à sustentabilidade e é uma forma de reconhecimento do investimento cada vez maior que faz no setor da Economia Verde. Segundo a WWF Brasil, que possui uma parceria de quase 10 anos com a Agência Nacional de Águas e a Fundação Banco do Brasil, no programa Água Brasil, o BB já investiu R$193 bilhões no setor de sustentabilidade.


Veja abaixo o ranking das Top 100 Empresas mais Sustentáveis do Mundo em 2019:

  1. Chr. Hansen Holding A/S (Dinamarca)
  2. Kering SA (França)
  3. Neste Corporation (Finlândia)
  4. Orsted (Dinamarca)
  5. GlaxoSmithKline plc (Reino Unido)
  6. Prologis, Inc. (Estados Unidos)
  7. Umicore (Bélgica)
  8. Banco do Brasil S.A. (Brasil)
  9. Shinhan Financial Group Co. (Coreia do Sul)
  10. Taiwan Semiconductor (Taiwan)
  11. Pearson PLC (Reino Unido)
  12. Outotec Oyj (Finlândia)
  13. McCormick & Company (Estados Unidos)
  14. Cisco Systems, Inc. (Estados Unidos)
  15. Natura Cosméticos S.A. (Brasil)
  16. ERG S.p.A. (Itália)
  17. Analog Devices, Inc. (Estados Unidos)
  18. Novartis AG (Suíça)
  19. CEMIG (Brasil)
  20. Sanofi (França)
  21. Ericsson (Suécia)
  22. Bombardier Inc. (Canadá)
  23. UPM-Kymmene Oyj (Finlândia)
  24. BNP Paribas SA (França)
  25. City Developments Limited (Singapura)
  26. bioMerieux SA (França)
  27. Royal KPN NV (Holanda)
  28. Siemens AG (Alemanha)
  29. Valeo SA (França)
  30. LG Electronics Inc. (Coreia do sul)
  31. Amundi SA (França)
  32. Ecolab Inc. (Estados Unidos)
  33. CapitaLand Limited (Singapura)
  34. Vestas Wind Systems A/S (Dinamarca)
  35. ING Groep NV (Holanda)
  36. Electrolux AB (Suécia)
  37. Teck Resources Limited (Canadá)
  38. Dassault Systemes SA (França)
  39. HP Inc. (Estados Unidos)
  40. Comerica Incorporated (Estados Unidos)
  41. Sun Life Financial Inc. (Canadá)
  42. VERBUND AG (Áustria)
  43. Kone Oyj (Finlândia)
  44. Suncor Energy Inc. (Canadá)
  45. ABB Ltd. (Suíça)
  46. Eli Lilly and Company (Estados Unidos)
  47. Nordea Bank AB (Suécia)
  48. Autodesk, Inc. (Estados Unidos)
  49. Metso Oyj (Finlândia)
  50. AstraZeneca PLC (Reino Unido)
  51. KeyCorp (Estados Unidos)
  52. Alphabet Inc. (Estados Unidos)
  53. MetLife, Inc. (Estados Unidos)
  54. Industria de Diseno Textil (Espanha)
  55. Danaher Corporation (Estados Unidos)
  56. Halma plc (Reino Unido)
  57. Total SA (França)
  58. Novo Nordisk A/S (Dinamarca)
  59. PNC Financial Services (Estados Unidos)
  60. Schneider Electric SE (França)
  61. Iberdrola SA (Espanha)
  62. Alstom SA (França)
  63. Bank of America Corp (Estados Unidos)
  64. Nokia Oyj (Finlândia)
  65. Unilever PLC (Reino Unido)
  66. Ingersoll-Rand Plc (Estados Unidos)
  67. Commerzbank AG (Alemanha)
  68. Acciona SA (Espanha)
  69. Tesla Inc (Estados Unidos)
  70. Itron, Inc. (Estados Unidos)
  71. Westpac Banking Corp. (Austrália)
  72. ENGIE Brasil Energia S.A. (Brasil)
  73. Eisai Co., Ltd. (Japão)
  74. National Australia Bank (Austrália)
  75. AAK AB (Suécia)
  76. Lloyds Banking Group plc (Reino Unido)
  77. OSRAM Licht AG (Alemanha)
  78. Takeda Pharmaceutical Co. (Japão)
  79. UCB S.A. (Bélgica)
  80. Intesa Sanpaolo SpA (Itália)
  81. Workday, Inc. (Estados Unidos)
  82. Yokogawa Electric Corp. (Japão)
  83. Samsung SDI Co., Ltd (Coreia do Sul)
  84. adidas AG (Alemanha)
  85. Campbell Soup Company (Estados Unidos)
  86. Advantech Co., Ltd. (Taiwan)
  87. ANSYS, Inc. (Estados Unidos)
  88. Kesko Oyj (Finlândia)
  89. Sekisui Chemical Co., Ltd. (Japão)
  90. VMware, Inc. (Estados Unidos)
  91. Canadian Tire Corporation (Canadá)
  92. Kao Corp. (Japão)
  93. Accenture Plc (Irlanda)
  94. Celestica Inc. (Canadá)
  95. Toyota Motor Corp. (Japão)
  96. Konica Minolta, Inc. (Japão)
  97. Spectris plc (Reino Unido)
  98. L’Oreal SA (França)
  99. Bayerische Motoren Werke (Alemanha)
  100. Panasonic Corporation (Japão)

A ERPLAN aplaude, apoia e trabalha com a filosofia da sustentabilidade. Nosso propósito é criar tecnologia em prol da preservação da vida e o uso sustentável dos recursos naturais no ambiente de trabalho.

Conheça mais sobre o SICLOPE – Sistema Integrado de Controle de Operações, nossa plataforma digital desenvolvida para gerir processos das áreas de Saúde e Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Qualidade.


* Fonte: Forbes Brasil, WWF Brasil, Corporate Knights